Busque aqui:

Aeróbio

Home > Como começar > Aeróbio

O Limiar Aeróbio

 

O que é o limiar anaeróbio?

O limiar anaeróbio (LA) (também chamado limiar lático) é o nível de esforço onde o seu corpo tem que trocar o metabolismo aeróbio por anaeróbio. O metabolismo aeróbio queima oxigênio e produz dióxido de carbono como subproduto. Seus pulmões fornecem o oxigênio e se livram do CO2. Este é o processo metabólico que fornece a maior parte da energia que utilizamos nas nossas atividades diárias. O metabolismo anaeróbio é ativado quando o sistema aeróbio preferível já não pode se manter com a procura de energia – quando atravessamos o LA. Neste ponto, o ciclo lático começa a fornecer a energia adicional necessária, queimando os açúcares armazenados como combustível, e de produzindo ácido lático como um subproduto. Quando ácido lático acumula nos nossos corpos, provoca desconforto como câimbra e aflição em geral.

O treino pode afetar o LA?

Sim, podemos ter algum efeito sobre o nosso limiar anaeróbio através do treinamento. Podemos treinar nosso corpo para ser mais eficiente em níveis aeróbios para que possamos ir mais longe e mais forte antes que o sistema anaeróbio comece a funcionar e forme ácido láctico. Em outras palavras, podemos treinar para levantar o LA.

Qual é o melhor tipo de treino aumentar o LA?

Geralmente você precisa fazer trabalho de alta qualidade aeróbica para melhorar sua eficiência aeróbica e, assim, aumentar seu LA. Isso significa treinar num nível próximo, mas abaixo do seu LA atual. Baseado em nossa experiência, recomendamos (ver quadro acima) treinos que são de intervalos submáximos longos, com descansos aproximadamente iguais.

Quantas vezes eu devo fazer o treino LA?

Isso vai variar de pessoa para pessoa e pode depender o seu atual nível de condicionamento; com qual frequência você treina; em qual ano de treino você está, e quantos anos você tem. Intervalos LA devem ser feitos pelo menos uma vez por semana durante os 2-3 meses antes da sua competição. A pessoa mais em forma será capaz de fazer isso com mais frequência, mas ainda assim é importante deixar tempo de recuperação. Atletas mais velhos podem achar a recuperação mais lenta do que costumava ser. Preste atenção ao seu corpo.

Entre em contato e saiba mais.